Qual é o maior bem que um pai pode fazer para os filhos?

Se a família é a célula mater da sociedade, o casamento é a coluna dorsal da família. Tudo o que acontece de positivo ou de negativo no relacionamento do casal influencia na educação dos filhos. Por isso, investir na saúde do casamento é criar um ambiente favorável para o desenvolvimento dos filhos em todas as áreas.

O que você acha que os filhos pensam quando ouvem os pais trocando ofensas do tipo: “Eu me arrependo de ter me casado com você; odeio sua família; sua burra, seu porco; esta casa é um inferno; desgraçado; porque você não vai embora?; por sua causa minha vida é um inferno; maldita hora que te conheci; tive namorados melhores, não sei por que escolhi você; eu quero mais é que você morra” e um monte de ofensas gravíssimas e pesadas demais para serem ouvidas pelos  filhos?”

Pais que se comportam assim, principalmente diante dos filhos, estão criando um ambiente que pode deformar, e não transformar os filhos. As crianças aprendem vendo.

E o que os filhos pensam quando ouvem os pais dizendo um para o outro palavras tenras e de carinho, como: “Muito obrigado; perdoe-me; como você está linda(o); que o Senhor te abençoe; admiro tanto seus pais; sua família é muito importante para mim; não aceitamos que em nossa casa profiram palavras que possam gerar sentimentos destrutivos na alma do outro” e assim por diante?

Qual é a mensagem que o casal passa para o filho, quando o mesmo percebe que, pela forma como os pais se tratam, eles se amam de verdade, vivem em harmonia e estão construindo um casamento firmado na sinceridade?

Primeiro: Posso me sentir seguro em casa;

Segundo: A vida conjugal dos meus pais me diz que vale a pena me casar;

Terceiro: Levo a sério os ensinos dos meus pais porque eles praticam os princípios que ensinam;

Quarto: Quando eu me casar quero ter um casamento igual ao dos meus pais.

* Fidelidade dos pais

O filho precisa aprender com os pais que a fidelidade é a raiz da qual o amor se alimenta. Quando acontece uma traição no relacionamento conjugal não é só o cônjuge traído que sente a alma atravessada por uma flecha venenosa. O filho sente tanto quanto a mãe ou o pai.

Nunca vou me esquecer de quando fui chamado para ajudar um casal que estava passando por uma crise por causa de uma traição. A impressão que eu tive era que a filha estava sentindo a mesma dor que o pai sentia.  O clima era semelhante ao de uma reunião fúnebre. Depois de ministrar ao casal, minha esposa, Rousemary, e eu saímos daquela casa com o coração angustiado diante do que vimos. A boa notícia é que Deus restaurou aquele casamento, a graça do perdão triunfou e a família hoje caminha debaixo da bênção do Senhor.

A estabilidade no relacionamento conjugal dos pais é fundamental para o sucesso no processo da educação dos filhos. Casamento ajustado, filhos abençoados.